quinta-feira, 9 de junho de 2011

O melhor partido

Gosto de um trecho de Amyr Klink que diz "Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu". Viajar não é problema, mas por que eu me atreveria a um destino de areia movediça? Gosto de estabilidade. Não suporto provações, cobranças, e se houver chantagem, adeus.Não faço questão que seja meu.
Não recuso amores por falta de interesse, mas porque enxergo todos como investimentos a longo prazo. Você é um bom investimento? Minha satisfação é posta ao lado da frustração que me trouxer. 50% já não é o suficiente.
Devo ter me apaixonado umas 15 vezes somente neste ano. 14 por mim. Sou muito romântica e gosto de zelar por um parceiro, mas é difícil entender que também adoro demonstrar o meu amor por mim? Não me poupei presentes para o dia dos namorados. Meu amor-próprio me deu perfumes e um anel maravilhoso. Como ele é gentil e atencioso! Também quis me dar chocolates, mas lembramos o quanto isso pode afetar os meus quadris, que já fazem inveja a muita baiana.
Hoje acordei ouvindo jazz e não preciso de melhor parceria (moradores de SP podem conferir o BMW Jazz Festival neste fim de semana). Não deve me levar para jantar, mas certamente vamos assistir algum filme enrolados no cobertor. Recomendou que eu fosse ao salão de beleza no sábado e irei. Não tenho medo da escova (e é bastante provável que não entendam o trecho). Está tudo bem.
Sei que não terei um beijo ao fim da noite. Ou sim. Quem sabe não marcamos um encontro a três? Tenho lá as minhas dúvidas. Certamente me levarei para a cama, como todos os dias (licença poética para a cacofonia, obrigada).
Às vezes, eu queria esquecer por um dia quem eu sou, ser imprevisível para mim. Chegou a hora de pagar a conta do analista? Cazuza já cantava antes mesmo que eu sonhasse me apaixonar:

"Ideologia

Meu partido
É um coração partido
E as ilusões
Estão todas perdidas
Os meus sonhos
Foram todos vendidos
Tão barato
Que eu nem acredito
Ah! eu nem acredito...
Que aquele garoto
Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
Frequenta agora
As festas do "Grand Monde"...
Meus heróis morreram de overdose
Meus inimigos
Estão no poder
Ideologia!
Eu quero uma pra viver
Ideologia!
Eu quero uma pra viver...
O meu prazer agora é risco de vida
Meu sex and drugs
Não tem nenhum rock 'n' roll
Eu vou pagar a conta do analista
Pra nunca mais
Ter que saber quem eu sou
Ah! saber quem eu sou..."

5 comentários:

Karla Hack dos Santos disse...

É tão bom ler seus textos.. Fluem!
Cada um deve seguir seu ritmo, sua forma de viver... Acho que cada caminho é extraordinário se soubermos como presenciá-lo!

;D

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Me apaixonei pelo seu texto... simplesmente lindo... eu aprendi a me amar assim tbm, meu amor me dá presentes tbm e cuida de mim... rsrsrsrs.. beijos =)

Katrine disse...

'Amar a si mesmo é o início de um romance que vai durar a vida toda".

Bela comparação com a música.

Lindo blog!

Abraços e boa semana.

Floradas de amor disse...

Ideologia, eu quero uma pra viver... texto e música se completam, parabéns!

=D

Amor e outros delírios disse...

Olha, eu tb adoro ler seus textos! Realmente fluem... parece que a gente está pensando e você está ali escrevendo. Parabéns!
Marie