quinta-feira, 16 de junho de 2011

Sabedoria de biscoito conta?

Não quero pisar no calo de ninguém, pelo menos, não um alguém em particular. Apenas preciso dar uma chacoalhada.

Tenho notado uma tendência de comportamento entre pessoas que foram abandonadas por um grande amor: a pregação do poliamor. Não condeno a forma de pensamento, pois já fui adepta da prática, mas lamento que seja adotada a longo prazo.

Todos que já tiveram um relacionamento sério já sonharam em juntar os trapinhos e nunca mais ter que fazer esforço ou contar com a sorte para encontrar a pessoa certa. Parecia tão perfeito, não? Impressionante como o fim não estava em nossas mãos. Se possível, faríamos a pessoa refém das nossas vontades. Por mais cretino que tenha sido o motivo do fim, ainda custamos a sentir algo diferente de amor.

Ser trocado por outra pessoa dói, mas passa. Ser trocado por um objetivo é muito mais doloroso. Por que não podemos acompanhar o passo? Viramos pedra no sapato? Engolimos aquele "preciso de espaço, estou num momento muito importante da minha vida profissional" a seco. Passamos por ridículos. Não seria melhor ouvir um ríspido "Olha, querida(o), deu no saco! Você não me leva a nada. Vou sair, viajar, me envolver com outras pessoas e você que se exploda"? Passam tanta vaselina que custamos a entender que aquela pessoa não é tão boa assim. Ainda desejamos que ela seja muito feliz! Endeusamos a perda.

Quando finalmente caimos na real, passamos a desprezar todo tipo de relacionamento. Uma pessoa só não é o suficiente, como se o par perfeito fosse um quebra-cabeças de 1000 peças. E assim vamos perdendo pelo caminho o gostinho do romance, desperdiçando boas oportunidades, pessoas que não nos trocariam por uma oferta.

Por mais clichê que seja, uma mensagem de biscoito da sorte me fez pensar no assunto. Lá estava o papelzinho "Não julgue um amor futuro pelo sofrimento de um passado". Vamos aproveitar a sabedoria - e os números de loteria no verso.

4 comentários:

Sá - Pô! disse...

hhaha Biscoitinho sábio esse, não? Realmente carregamos nossas marcas do que vivemos com outras pessoas, e nossos futuros namorados, amigos e colegas sofrem a dor da ferida que outro alguém causou!! Tenso, mas verdadeiro, infelizmente!

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Biscoitinho sábio este hein... Santo biscoitinho que entrou na sua vida e abriu novas janelas... bjs e aproveite bem isso... kissu linda!!
http://artesdosanjos.blogspot.com/

♥MáH♥ disse...

Concordo plenamente com você.
Deixar que mágoas e experiências passadas tire a oportunidade de momentos felizes do futuro é tolher a nossa própria felicidade e evolução.

Amor e outros delírios disse...

Adorei seu texto! Como é mesmo difícil enterrar o passado e viver um amor novo sem traumas. Dá-lhe biscoito da sorte! Tô precisando.
Beijos da Marie